Árvores, a Vontade de Viver

Na obra de construção – alargamento e urbanização, das duas pistas da avenida Atlântica foram plantadas várias árvores no canteiro do meio e na calçada dos prédios. Muitas são amendoeiras que nesta época do ano dá um trabalhão para os garis retiraram as folhas secas que caem. Mas um fato é que tem muitas árvores que foram mal cuidadas enquanto eram mudas, e por força do vento, provavelmente o sudoeste e leste, saíram do prumo e caíram. Mas mesmo assim não desistiram de viver. Estão lá, fortes e exuberantes. Apenas aleijadas do ponto de vista da estética normal.

Anúncios

Nova Cobertura de Estádios

Vários estádios estão sendo construídos e reformados utilizando-se materiais sintéticos na cobertura, mais leves e com um tipo de sustentação próprio. A cobertura antiga do Maracanã – apesar de não cobrir toda a arquibancada, durou mais de 60 anos antes de ser demolida. Vamos ver quanto tempo resiste a nova tecnologia.
No Maracanazinho fizeram duas novas entradas para as arquibancadas, em caracol, e utilizaram uma cobertura sintética. Estas duas entradas foram construídas na reforma feita para o PAN-AMERICANO de 2007. Vejamos a primeira que fica na Professor Eurico Rabelo.

AcessoMaracanazinhoC

Observamos que nesta entrada a cobertura está resistindo ao sol, chuva e vento. Vejamos agora a entrada da avenida Maracanã.

AcessoMaracanazinhoB

Vemos que não existe mais a cobertura de material sintético. Em menos de 5 anos ela já foi “detonada”, pela chuva, vento ou o sol. Então vamos aguardar, e observar se fizemos um bom negócio, trocar o concreto armado pelo material sintético na cobertura do novo Maracanã.

Estacionamento em Copacabana

A administração Cabral, no Estado, e a do Paes, no município do Rio de Janeiro, vivem o momento do #marketing da volta. Desfazer a decisão tomada anteriormente.
Fim de semana retrasada – 3 e 4 de agosto, a avenida Nossa Senhora de Copacabana e a rua Barata Ribeiro, amanheceram com placas novas de estacionamento. Saiu a placa “condicional de estacionamento” …

EstacionamentoCopaD11082013

A proibição do estacionamento, do lado esquerdo das duas vias acima citadas era permitida em determinado horário e dia. E apareceu a placa a seguir …

ProibidoE04082013

Parei o carro e comentei com um porteiro o fato de as placas terem sido trocadas. As de estacionamento proibido (redondas), eram zero km com as fitas de fixação com o galvanizado novo também. Ele comentou que estiveram lá trocando-as. Não estava delirando. Ao retornar ao meu veículo, lá estava o carro da SEO de Copacabana, com seus dois ocupantes (GMs) avisando os porteiros e os comerciantes da área que não iriam multar naquele Domingo, mas que estava proibido estacionar na esquerda, qualquer dia e qualquer hora. Isto depois de 500 anos de permissão. O que teria acontecido para haver a troca? Perguntei ao GM se aquilo valia também para a avenida N S de Copacabana. Sim lá as placas também foram trocadas. Concordo com o artista Botika Botkay plenamente. Este prefeito é um “bosta” e assim tem que ser adjetivado por todos aqui desta cidade. Por que de uma hora para outra, sem sair até no noticiário da cidade, proibiu o estacionamento que não atrapalhava em nada o trânsito? Até ajudava os comerciantes de rua. Deu no que deu. Muita “chiação”, e no fim de semana passado – uma semana depois, chegando na avenida N S de Copacabana, vejo as placas de novo no lugar. Foi uma alucinação minha! Não, após olhar detalhadamente observei o que as fotos a seguir mostram …

EstacionamentoCopaC11082013

As marcas da fixação antiga das fitas estão lá nos postes. A nova, com o galvanizado novo são visíveis. As placas utilizadas são as mesmas – velhas, enferrujadas e amassadas.
Então o que houve? Por que tomaram esta decisão esdrúxula e sem pensar? E aí voltam atrás. Pois o prefeito Paes vai pelo mesmo caminho de desaprovação da população, vai para o mesmo esgoto que foi o Cabral. Agora consulta o #marketeiro em tudo pois querem ficar “bem na fita”.

Ciclovia Lagoa Rodrigo de Freitas

Tremenda sombra para descanso, na ciclovia da Lagoa Rodrigo de Freitas, em frente ao Clube Caiçaras. A ‪#‎BALSA a esquerda e a ponte de acesso a direita. Faixa de água entra a ilha e o continente bastante poluída. Mas os “barrigudinhos” ainda “fervilham” na água, não sei se atrás de comida ou de oxigênio. Creio ter visto também alguns mamarreis, mais finos e prateados. Água de coco do quiosque, ‪#‎SUPER_INFLACIONADA – R$5,00. No início do #‎PLANOREAL, que o PT adjetivou-o como eleitoreiro, o coco era vendido a R$1. E a moça lá em Brasília diz que a inflação está sob controle! Como assim?

Quinta-feira de Sol, Leblon

Quinta-feira com céu azul, pouquíssimas nuvens no céu, e sem vento. Mas com o trânsito cada vez pior na cidade. Não vejo mais operadores de trânsito. Já tivemos PMs, GMs e operadores da CET-Rio. No governo Paes não tem ninguém. Agora para quem depende de transitar na cidade, qualquer horário, está ferrado. Sem os operadores de trânsito e sem a educação deste nosso povo que fecha o cruzamento, só mesmo tendo muita paciência para dirigir nesta cidade. Consegui chegar na Lagoa, desci a bike e fui pedalar. Fui até o final do Leblon. Achei uma estátua de bronze, mas não a placa de identificação. Deve ter virado “dindim” em algum ferro velho. Pela pinta, de terno e tendo uma máquina de escrever – é existiu isso, creio ser o Zózimo Barroso do Amaral – poderia dar uma googada e esclarecer. Tirei uma foto dos dois irmãos que fica com um visual bem diferente ali do Leblon. Ao voltar, encarei um vento de leste, de frente, que aumentou o meu desgaste.

LeblonA08082013

Praia do Leblon, Rio de Janeiro.

LeblonC08082013

Vista do Dois Irmãos do final da Praia do Leblon

LeblonB08082013

Estátua do jornalista Zózimo Barroso do Amaral, no final da praia do Leblon, Rio de Janeiro.